Contribua   Assine   ou Acesse nossa campanha no Apoia-se

Nossos sites

Parceiros

Expediente

Políticas do Portal

Contribua para manter o Parque Nacional Serra da Capivara | Patrimônio Mundial pela Unesco
GERAL CADERNO 1 CADERNO 2 CADERNO 3
CADERNO 4 BLOGS LINKS ÚTEIS METEOROLOGIA

#zikazero | CLIQUE AQUI, SAIBA MAIS E PARTICIPE | #zikazero
A sociedade mobilizada para vencer a luta contra o mosquito

Cultura | Livros | Lazer | ViverBem

Instituto Eu Quero Viver
quinta-feira, 19 janeiro, 2012 12:15

A editora de livros de mais personalidade do país

 
 
 
divulgação
 
   
  Lançamento de Boleros de papel, de Diedra Roiz.
na livraria das Brejeira Malagueta
quarta-feira, 25 de janeiro, das 16 às 20 horas
Rua dos Jacintos, 219, São Paulo
 
     

A Editora Brejeira Malagueta não disputa com a Companhia das Letras nem a Cosac Naify a posição de casa editorial mais chique do Brasil.

Tampouco é provável que de seu catálogo saia um concorrente para o padre Marcelo Rossi em vendas milionárias, ou mesmo que faça uma contribuição para os clássicos de literatura da humanidade. Mas que se trata da editora com um perfil para lá de distinto, isso pode ser afirmado com bastante certeza.

Em primeiro lugar, porque a Brejeira Malagueta foca as mulheres homossexuais, publicando literatura e não-ficção que presume familiaridade da leitora com o tema. São romances de amor, dramas, ensaios e artigos dirigidos a mulheres que amam mulheres, todos por autoras nacionais.

É preciso muita audácia para publicar o primeiro romance lésbico rural das letras brasileiras: Shangrilá, de Marina Porteclis. Ou o primeiro romance a mostrar uma cigana lésbica: Os caminhos de Lumia, de Lara Orlow. Ou o romance de uma autora enorme favorita na internet: Aquele dia junto ao mar, de Karina Dias.

Se o público geral de leitores não é grande no Brasil, que dirá o público de lésbicas assumidas?

Ainda assim a editora aposta que o segmento precisa de obras que afirmem sua existência e apoiem sua especificidade, e publica com coragem livros que passam longe dos cânones literários nacionais.

Em segundo lugar, a Editora Brejeira Malagueta é única por promover um projeto de divulgação da cultura lésbica no país. A editora mantém uma livraria própria onde vende não só as suas obras como as de outras editoras e também de autoras independentes com temática lésbica, contribuindo para que o público conheça e usufrua da maior variedade possível de visões sobre o tema.

Fazem parte das atividades da editora eventos culturais que permitem o encontro entre leitoras e escritoras, como saraus, encontros literários, lançamentos, palestras, apresentações, nas quais mulheres de diversas idades e origens explicam seu envolvimento com este segmento.

Em terceiro lugar, a Editora Brejeira Malagueta aposta no conteúdo com bom humor. Seu programa de webtv As Brejeiras aborda personagens lésbicas famosas, assim como obras e assuntos de importância para o público homossexual, como por exemplo o casamento entre pessoas do mesmo sexo, a adoção, a auto-aceitação. Apesar de sérios, todos os temas vem acompanhados de irreverência e brincadeiras, a começar pelo nome do programa, que alude às sapas. Só uma editora muito despreocupada com elegância para colocar sapinhas acompanhando seu logo.

Lançamento de Boleros de papel, de Diedra Roiz
No dia 25 de janeiro, feriado em São Paulo, a Editora Brejeira Malagueta vai promover mais um evento cultural do interesse de mulheres homossexuais. Diedra Roiz, autora carioca muitíssimo apreciada na internet, com milhares de fãs online, vai lançar seu segundo romance, Boleros de papel, de contos com temática lésbica.
O livro teve produção independente com apoio da prefeitura de Blumenau.

Lançamento de Boleros de papel, de Diedra Roiz.
na livraria das Brejeira Malagueta
quarta-feira, 25 de janeiro, das 16 às 20 horas
Rua dos Jacintos, 219, São Paulo
Fone (11) 2768-3588
Site www.brejeiramalagueta.com.br
Canal As Brejeiras http://www.youtube.com/user/asbrejeiras?blend=2&ob=video-mustangbase

via Kátia Visentainer | Empório das Idéias

Material jornalístico de uso livre segundo as atribuições específicas de cada fonte exceto quando especificado em contrário. Fotos e textos podem pertencer a autores diferentes, sempre devidamente identificados. Créditos das fotos devem ser preservados. Nenhuma das fontes mantém qualquer vínculo comercial ou de outra ordem conosco. Em caso de dúvida, consulte. Leia também nossos Termos de Uso e Serviço | Preços, prazos, links e demais informações podem sofrer alteração e correspondem ao dia em que o material foi publicado sendo de responsabilidade da fonte original.

Documento sem título
Considere contribuir com nosso trabalho

Últimas no FarolCom

Veja também

Mapas do Triângulo

Meteorologia

FarolCom no Twitter

FarolCom no Pinterest