CaldoQuantico

 

 

 

 

FarolCom

 

POLÍTICA DE PRIVACIDADE

Documento sem título

METAFÍSICA.JOR.BR | +ARTIGOS | +NOTÍCIAS | +OPINIÃO | + MULTIMEIOS

Instituto Eu Quero Viver

domingo, 20 maio, 2012 9:45

Os Pontos Maravilhosos da Mão

Sid Gaut

Há mais de 20 anos, tive a satisfação de conviver com um grande profissional das terapias naturais. Matheus de Souza, quiropraxista, versado em muitas artes, foi um dos pioneiros da introdução de técnicas naturais para se alcançar o equilíbrio físico, mental e emocional.

Numa das nossas conversas falou-me dos pontos maravilhosos da mão, uma técnica simples que ele recomendava nos momentos de emergência e que consiste em pressionar por alguns segundos determinados pontos na mão para aliviar desconfortos enquanto o auxílio médico não chega.

Tempos mais tarde ele sintetizou essa técnica em artigo publicado na hoje extinta revista Conhecimento Sempre e que transcrevo abaixo para vocês, acrescentando ao final um gráfico explicativo.

"A acupuntura e a acupressura têm sido usadas como uma forma de tratamento em muitas pessoas mais do que qualquer outra forma de terapia na história da humanidade. Não é de admirar que a acupuntura tenha sobrevivido através dos tempos quando consideramos seus resultados positivos alcançados.

Desde 1958 quando a acupuntura foi pela primeira vez introduzida no Brasil, lentamente ela foi sendo aceita, primeiro pelos profissionais “alternativos” que a disseminaram por todo o pais, A aceitação pública foi muito grande e alguns profissionais da área da saúde como médicos, fisioterapeutas, biomédicos, dentistas, etc., começaram a fazer cursos, com estes leigos alternativos, desta fascinante arte chinesa de curar. O número destes profissionais tem aumentado a tal ponto que atualmente existe vários movimentos transformando a acupuntura em uma especialidade de várias profissões. Infelizmente, estas mesmas profissões foram as que exerceram pressões para desacreditar esta prática, classificando-a ora como não científica, ora como charlatanismo, tendo motivado mesmo a prisão de vários de seus praticantes. Contudo a população em geral recebia entusiasticamente esta arte de curar que assim prosperou através daqueles que realmente sabem aplicar a acupuntura dentro dos preceitos da MTC (Medicina Tradicional Chinesa).

Enquanto esta discussão se mantém, a acupuntura tem sido compreendida como um. princípio e não como ciência aplicada, assim prosperou a divulgação e aplicação de suas técnicas conservativas e não invasivas.

As técnicas não invasivas mais populares e aquelas que têm mostrado um extraordinário sucesso são: teishin (que consiste numa pressão sem a utilização de agulhas, podendo ser com madeira ou outro objeto não perfurante), Shiatsu (aplicação de pressão com os dedos das mãos) e Do-in (auto aplicação com os dedos das mãos nos pontos de pressão). Entretanto, na verdadeira acupuntura clínica, esses processos são internacionalmente aceitos como prática de acupuntura. Portanto, o terapeuta que utiliza essas técnicas, pode usar os princípios da acupuntura em sua prática diária e esperar os mesmos resultados surpreendentes que tornou famosa esta antiga arte chinesa de curar com agulhas.

A arte da acupuntura trata com mais de 1000 pontos específicos no corpo humano, sendo que os acupunturistas podem utilizar de uns poucos até 70 ou mais pontos na prática diária. Os pontos da acupuntura estão localizados dentro de meridianos, podendo destacar-se os seguintes pontos: tronco, orelha, cabeça, pés, nariz e mão. Cada meridiano do corpo contém pontos de acupuntura que foram descritos como "Pontos Maravilhosos" por causa de seu efeito energético quando ativados.

Durante minha primeira viagem a Índia, quando fazia meu estágio em magnetoterapia, tive a sorte de ter como colega um acupunturista chinês que me deu a primeira orientação para o sistema de pontos maravilhosos apresentado como "a acupuntura na mão”. Como este não era o objetivo do curso que fazíamos na ocasião, tomei nota do que foi apresentado e arquivei para posterior consulta quando da minha volta ao Brasil.

Muitos meses se passaram antes que eu começasse a considerar o propósito da acupuntura na mão. Depois de tudo, isto poderia não ser tão bom - era muito fácil. O simples fato da questão é que os 30 pontos da mão são os que eu me refiro ao sistema "deste para aquele". Em outras palavras, se o paciente se queixa "deste" sintoma, nós usamos "aquele" ponto. Fazendo experiências com esses pontos, descobri, para meu espanto, que de fato eles eram tudo o que o meu colega chinês havia dito que seriam. Não demorei muito em usar esse sistema quando necessitava de resultados rápidos e cada vez que aplicava em um paciente, raramente me enganava.

Testemunhei, assim centenas de efeitos atribuídos exclusivamente a esses pontos específicos e igualmente tenho ouvido de colegas terapeutas, acupunturistas ou não, de várias partes do mundo.

Um dos efeitos mais impressionante que presenciei foi durante, um seminário, por mim conduzido, sobre problemas cervicais na cidade do Rio de Janeiro. Um médico que anteriormente não acreditava na acupuntura, porem estava buscando neste seminário de quiropraxia algum recurso para seu problema, declarou frente a outros 60 ouvintes (onde mais de 50% eram médicos), que sofria de uma dor de cabeça occipital a muito tempo - resistente a qualquer técnica e procedimento que havia tentado durante os últimos dois anos. Depois que apliquei as técnicas cervicais e alguns procedimentos da terapia bio-cranial, relatou apenas um certo alívio (o que para ele já era mais do que tinha obtido até então). No dia seguinte, sugeri uma simples pressão sobre o ponto occipício localizado no dedo mínimo - e para nossa surpresa a dor, até então presente, foi completamente aliviada.

Admito ser muito confiante no que diz respeito a esses pontos de acupuntura nas mãos, contudo, minhas experiências justificam meu entusiasmo.

A grande questão é: Esses pontos da mão não fazem nenhum sentido racional, científico, anatômico ou neurológico. Como então eles funcionam?

Existem tantas teorias para explicar como a acupuntura age no corpo humano quanto o número de pontos específicos. Ainda que uma grande parte da pesquisa esteja atualmente sendo conduzida sobre os mecanismos da acupuntura e obviamente cada vez mais próximos de uma explicação, a resposta ainda persiste: "Não sabemos".

Não deixe, porém, que a falta de uma explicação impeça você de desfrutar dos incríveis resultados desses pontos específicos.

Obviamente estes pontos não representam “tratamento”, porém são excelentes para se aliviar quadros agudos ou desconfortos permanentes enquanto se pesquisa a causa e o tratamento mais adequado para o caso.

Os pontos maravilhosos da mão são extremamente fáceis de serem aprendidos e usados. Eles estão a sua disposição 24 horas por dia e não é necessário usar nenhum equipamento especial. Um simples estímulo com a ponta do dedo ou de uma caneta, produzirá um efeito energético positivo.

Algumas regras

1. Não use agulhas já que esses pontos exigem um pequeno estímulo. O método ideal de estimulação é o teishin (pressão sem utilização de agulhas) ou o laser. Caso nenhum desses estejam a sua disposição, você pode usar qualquer objeto impenetrável que ative o ponto. Com uma profunda pressão, estimule o ponto de 20 a 30 segundos.

2. Obedeça a lei dos efeitos colaterais. Se uma pessoa tem um problema no ombro direito, utilize o ponto do ombro da mão esquerda.

3. Use o bom senso ao escolher os pontos. Se a pessoa sofre de uma dor de cabeça occipital, há pouca necessidade de se estimular o ponto frontal; entretanto pode-se escolher tanto os pontos da "cabeça em sua totalidade" quanto o "ponto occipício".

4. Não esqueça que esses pontos realmente existem. Eles estão aguardando sua ação para funcionarem.

5. Tome cuidado quando estimular o ponto escolhido. Certifique-se que esteja usando o ponto correto. Uma aplicação incorreta não produzirá efeito e você ou seu paciente ficarão frustados.

6. Seja paciente. Ás vezes são necessárias muitas aplicações, mas a maioria delas surte efeito imediato.

7. Instrua o paciente a estimular os pontos em casa. Isso é muito importante quando o paciente está em férias ou em tratamento até que seja marcada uma nova aplicação.

8. Não se decepcione com o pequeno número de pacientes cujos pontos não surtam efeito, mas fique satisfeito com a maioria daqueles nos quais tenham sucesso.

9. Não culpe o mensageiro pela mensagem, simplesmente porque esses pontos sejam tão simples e tão eficientes, não os despreze."

M.Matheus de Souza DC. DM.
São Paulo - maio de 1998.

Os pontos de efeitos especiais nas mãos

figura A - vista dorsal

1.Dor Nasal 2.Cabeça Total 3.Hemorragia Nasal 4.Olho 5.Quadril 6.Perna 7.Ombro 8.Pescoço 9.Insônia 10.Garganta 11.Nervo Ciático 12.Coluna Vertebral 13.Fronte 14.Parte Superior da Cabeça 15.Parte Lateral da Cabeça 16.Períneo 17.Occipício


Figura B - vista palmar

18.Calcanhar 19.Gripe 20.Gastro Intestinal 21.Tornozelo/Torax 22.Palpitação 23.Polihidrose 24.Histeria 25.Dor De Dentes 26.Tosse 27.Tornozelo/Torax 28. Enuresia 29.Úlcera Oral 30.Enuresia

originalmente publicado na revista Conhecimento Sempre
Edição de junho/1998

+ ARTIGOS