CaldoQuantico   Holopraxis   CQL   CreSentes   DNAtos   PARCEIROS   EXPEDIENTE   ANUNCIE   PRIVACIDADE E USOS  
 
Capa Geral Caderno 1 Caderno 2 Caderno 3 Caderno 4 Blogs Links Úteis Meteorologia
Instituto Eu Quero Viver
quarta-feira, 14 janeiro, 2009 14:06

Patrulha Rural une militares e comunidade no combate ao crime

   
Divulgação/PMMG
Cinquenta novas viaturas foram entregues ao projeto Patrulha Rural

Com o reforço de mais 50 viaturas neste ano, o projeto Patrulha Rural, desenvolvido pela Polícia Militar de Minas Gerais, vai ampliar sua área de atuação, levando mais segurança à população do campo.

O projeto está implantado em 200 municípios de Minas e as viaturas serão distribuídas entre as equipes de acordo com um mapeamento que está em análise pela PM.

Minas Gerais aponta queda do número de ocorrências de crimes nas áreas rurais, tendo registrado 10.509 casos, em 2008, contra 12.333, em 2007, conforme dados do Centro Integrado de Informações de Defesa Social (Cinds).

Nascido em Ituiutaba, no Pontal do Triângulo Mineiro, somente no primeiro ano de implantação do projeto, em 2001, foi verificada redução de até 80% dos crimes na área rural do município, em relação a 2000, quando foram registradas 25 ocorrências.

O projeto Patrulha Rural foi implantado em parceria com o Sindicato dos Produtores Rurais de Ituiutaba (Sipri). De acordo com o secretário executivo da entidade, Rômulo Martins Moraes, “o índice de roubos de caminhonetes, tratores e maquinário agrícola era tão grande que os produtores nem queriam mais ficar em suas propriedades”.

O representante do Sindicato Rural lembra que, a partir de uma reunião, ficou acertada a parceria com a PM. “Fizemos um leilão com animais doados pelos associados e, com o dinheiro arrecadado, compramos uma camionete que é um veículo apropriado para circular em estradas vicinais. O empenho da PM foi fundamental”, afirmou Rômulo Moraes. O idealizador do projeto, tenente-coronel Oliveiros Calixto, atual subcomandante da 9ª Região de Polícia Militar de Uberlândia, “a participação comunitária é a melhor estratégia para se combater qualquer modalidade criminosa. Estabelecemos uma relação de confiança com os produtores que foi vital para o sucesso do projeto. E para manter esse vínculo, procuramos alterar o mínimo possível a escala do efetivo”.

“Os assaltos em propriedades rurais geraram, durante algum tempo, uma grande sensação de insegurança. O patrulhamento rural mostrou-se eficaz, reduziu este índice e agora recebe reforços em todo o Estado”, afirmou o secretário de Estado de Defesa Social, Maurício Campos Júnior, ao anunciar a aquisição de mais 50 viaturas para o projeto Patrulha Rural.

Treinamento específico

Para realizar o trabalho no campo, os policiais adquiriram conhecimentos sobre técnicas de abate profissional (para diferenciá-lo do clandestino), criação de animais; aprenderam a identificar o número de série de máquinas e veículos agrícolas e, tiveram aulas de direção específicas para estradas vicinais. “Recebemos um treinamento focado nas peculiaridades do meio rural. Temos um cadastro de todos os produtores do município, conhecemos os seus funcionários e até as placas dos carros de cada um deles (patrões e empregados). Isso facilita o nosso trabalho. Recentemente, encontramos18 bezerros identificados pela marca e outras características específicas do gado, graças às técnicas que aprendemos”, exemplificou o cabo PM Gilmar Soares, integrante do efetivo rural.

Mas a Patrulha Rural já ajudou a elucidar até mesmo crimes não cometidos contra ruralistas. “Temos vários casos de criminosos que se refugiaram no campo e foram recapturados pela patrulha rural”, ressaltou o cabo. Além de todos os conhecimentos adquiridos no treinamento, a Polícia Militar tem ainda um canal de contato direto com os produtores rurais: um telefone celular acionado sempre que há algum movimento suspeito. “As rondas são 24 horas, mas o celular agiliza o atendimento”, completou o secretário Executivo do Sindicato Rural.

O trabalho dos militares conta ainda com a parceria da Polícia Civil. “Em caso de ocorrência, fazemos um rastreamento e apuramos o maior número de dados possível, mas quem dá continuidade ao processo de investigação é a Polícia Civil”, explica o cabo Soares.

Outros estados

Com tantos exemplos bem sucedidos em Ituiutaba, a Patrulha Rural tornou-se referência sendo reproduzida não só em outras regiões de Minas Gerais, mas em estados vizinhos como São Paulo, Mato Grosso e Goiás. “Eles vieram aqui para conhecer o projeto e gostaram tanto que receberam um treinamento dado pelos nossos policiais”, contou o tenente Waldir dos Santos Teixeira, que já comandou o Pelotão Rural de Ituiutaba.

Segundo o tenente, que ficou à frente dos patrulheiros por dois anos, o modelo segue a filosofia de Polícia Comunitária, que busca a prevenção da criminalidade por meio da proximidade com a população. Duas cartilhas com dicas da PM informam a população sobre as ações de segurança no meio rural. “O desenvolvimento cada vez maior da agropecuária brasileira despertou o interesse dos bandidos, que se especializaram nessa modalidade de crime. Se quisermos manter a segurança temos que acompanhar esta evolução e sair na frente com ações de conscientização e prevenção. Essa é a essência da Patrulha Rural”, explicou o subcomandante da 9ª RPM, tenente-coronel Oliveiros.

Agência Minas


Material jornalístico passível de direitos autorais.
Fotos e textos podem pertencer a autores diferentes.
Antes de reproduzir por qualquer meio, consulte sobre autorização
Leia também nossos Termos de Uso e Serviço
Preços, prazos e links podem sofrer alteração e correspondem ao dia em que o material foi publicado

FarolCom no Pinterest
Brasil no Google Maps
Meteorologia