Contribua   Assine   ou Acesse nossa campanha no Apoia-se

Nossos sites

Parceiros

Expediente

Políticas do Portal

Contribua para manter o Parque Nacional Serra da Capivara | Patrimônio Mundial pela Unesco
GERAL CADERNO 1 CADERNO 2 CADERNO 3
CADERNO 4 BLOGS LINKS ÚTEIS METEOROLOGIA

| Dengue, Zika e Chikungunya no Caderno Saúde |
A sociedade mobilizada para vencer essa luta

Instituto Eu Quero Viver
quinta-feira, 13 junho, 2013 12:18

Aposte 20 centavos ou saia do jogo

Arte sobre foto de Milton Michida/GESP
O que deixa a situação ainda pior é que não se trata dos vinte centavos

Pegue os seus vinte centavos e enfie no cofre. No café. Onde você quiser. Mas não me diga o que fazer com o meu. Que me perdoe a agressividade, mas está difícil ver como tanta gente, grandes canais inclusos, está fazendo dos protestos algo desmerecedor por achar que se trata apenas de vinte centavos por passagem.

Ainda que fosse, eu tenho direito de brigar contra isso, já que o dinheiro é meu, vem do meu trabalho e do meu esforço. Mas o que deixa a situação ainda pior é que não se trata dos vinte centavos.

O protesto não é sobre uma “pequena alta”, que por sinal, sempre acontece muito mais do que deveria. É por ver um serviço que só aumenta de preço e continua péssimo. E se você ainda acha que é só sobre vinte centavos, convido-o a usar as linhas de metrô e ônibus da cidade, principalmente nos horários de pico, causados por um sistema patético de trabalho. Venha levar a sua dose de empurrões, pisadas, cotoveladas, abusos (principalmente se for mulher) e chegar em casa completamente acabado, e me diga se isso se trata apenas de vinte centavos.

Mesmo assim, se você não estiver convencido, ainda tem o mais importante. Isso não é só sobre os vinte centavos porque é a primeira vez que um número considerável de pessoas vai às ruas e consegue fazer o devido barulho, provavelmente desde a época dos caras pintadas. Não que eu esteja comparando os movimentos. E nem mesmo que eu esteja falando de quão importante é exclusivamente o transporte para o país. Concordo que exista ainda a saúde, a educação e essa própria corrupção desmedida para nos levar às ruas. Mas é de extrema importância que ao invés de brigar uns com os outros dessa vez, nós entremos também nesse protesto.

Completamente contra atos de vandalismo, que provém – vale dizer – da quase irrelevante parcela de pessoas que estão indo às passeatas (e que são enaltecidas pela mídia para tentar mostrar que protestar é errado), é importante sim apoiar essa questão. Mesmo que você não seja de São Paulo, não ande de ônibus e esteja francamente se lixando para a situação da capital. E o motivo é simples: se o povo conseguir qualquer tipo de resultado com essa luta, pode tomar gosto pela coisa. Se o número de pessoas a favor for maior do que o número de pessoas contra, pode ser que a coisa finalmente mude.

Nos jornais do exterior a manchete é quase igual: o gigante acordou. E estamos diante do que pode ser um verdadeiro momento revolucionário e histórico caso nos envolvamos também. Porque não se trata só de vinte centavos, nem de playboys ou de filhinhos de papai que não têm o que fazer parando as avenidas, como muita gente disse por aí. Se trata de uma geração nova, muito mais engajada, que está fazendo o seu primeiro teste. E que está sendo barrada a altura, para continuar na política pão e circo sem reclamar. É por isso que temos que fazer volume. Ser maioria. E mostrar que não vai dar para calar o protesto de apenas vinte centavos.

O que hoje alguns chamam de vinte centavos, amanhã podem ser vinte milhões. Vinte bilhões. Em economia por transformarmos em prisão perpétua a corrupção. Em economia dos nossos bolsos por termos transporte e saúde gratuitos e de qualidade, já que pagamos tantos e tantos impostos. Em economia por termos profissionais competentes que saberão lidar com seus negócios, estimularão seus funcionários e ampliarão a mente de tantos, porque terão também acesso a uma educação decente. Em economia até mesmo de vidas.

Vidas que hoje perdemos para a violência. Para as doenças mal curadas. Para os acidentes previstos. Para a natureza que age exatamente onde não temos a menor estrutura para contra-atacar. E essas vidas não são desperdício de tempo e dinheiro. Essas vidas não valem apenas vinte centavos. E ainda que seu trânsito esteja um caos, que você esteja dando duro no trabalho enquanto o pessoal está na rua e você ache isso um absurdo, ainda que tudo isso pareça um grande exagero, desculpe. Mas isso é o que encontraram para mudar o seu país. E ele precisa de mudanças, JÁ. E precisa de você também. Caso não queira, tudo bem. Pegue seus vinte centavos e faça deles o que quiser, mas não atrapalhe aqueles que com vinte centavos, poderão dizer que transformaram o Brasil. Avante povo! Avante Brasil! Porque literalmente, É AGORA OU NUNCA MAIS! O preço para mudar não é tão caro. São só vinte centavos. Invista você também!

Leia outros artigos de Dannie Karam
Dannie Karam tem cinco nomes enormes, mas espalha seus textos com um e meio. Já estudou em dezesseis escolas, morou em quase dez cidades, e já rasgou mais de trezentas poesias. Transita entre oito e oitenta, mas só costuma bater o pé por uma ou duas coisas. Criou com três amigas o Pipoca, Pimenta e Poesia. Vive mergulhada em milhares de folhas amassadas e acha que nasceu pra letras. Odeia esse negócio de números... E aceita assinantes em sua página do facebook

Material jornalístico de uso livre segundo as atribuições específicas de cada fonte exceto quando especificado em contrário. Fotos e textos podem pertencer a autores diferentes, sempre devidamente identificados. Créditos das fotos devem ser preservados. Nenhuma das fontes mantém qualquer vínculo comercial ou de outra ordem conosco. Em caso de dúvida, consulte. Leia também nossos Termos de Uso e Serviço | Preços, prazos, links e demais informações podem sofrer alteração e correspondem ao dia em que o material foi publicado sendo de responsabilidade da fonte original.

Documento sem título
Considere contribuir com nosso trabalho

Últimas no FarolCom

Veja também

FarolCom no Twitter

FarolCom no Pinterest