Contribua   Assine   ou Acesse nossa campanha no Apoia-se

Nossos sites

Parceiros

Expediente

Políticas do Portal

Contribua para manter o Parque Nacional Serra da Capivara | Patrimônio Mundial pela Unesco
GERAL CADERNO 1 CADERNO 2 CADERNO 3
CADERNO 4 BLOGS LINKS ÚTEIS METEOROLOGIA

| Dengue, Zika e Chikungunya no Caderno Saúde |
A sociedade mobilizada para vencer essa luta

Ambiente | Energia | Lixo | Água | Mariana

Ecopontos, Feiras-Livres e outros serviços em Uberlândia
quarta-feira, 11 novembro, 2015 - 21h58

Deputados vão debater desdobramentos de tragédia em Mariana

Comissão de Meio Ambiente acata vários pedidos para discutir questões ligadas ao rompimento de barragens de rejeitos

   

A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) realizará audiência pública para avaliar as causas, os impactos e as providências necessárias a serem tomadas com relação ao rompimento das barragens de rejeitos da mineradora Samarco, no Distrito de Bento Rodrigues, em Mariana (Região Central do Estado), ocorrido em 5 de novembro último.

Em reunião realizada nesta quarta-feira (11/11/15), a comissão recebeu uma série de requerimentos, de diversos deputados, todos referentes a ações com relação à tragédia e às suas consequências para as vítimas e para o meio ambiente.

Pollyanna Maliniak | ALMG
Parlamentares apontam diversas questões relacionadas ao desastre e que necessitam ser avaliadas e debatidas. - Foto: Pollyanna Maliniak | ALMG
Parlamentares apontam diversas questões relacionadas ao desastre e que necessitam ser avaliadas e debatidas

O presidente da comissão, deputado Cássio Soares (PSD), colocou em votação os diversos requerimentos, ressaltando que, posteriormente, pretende aglutinar o debate sobre a tragédia numa única audiência conjunta, que contemple as diferentes proposições. Todos os documentos relacionados ao caso foram aprovados. Há requerimentos assinados pelos deputados Cássio Soares e Gil Pereira (PP), Glaycon Franco (PTN), Fred Costa (PEN), Cristiano Silveira e Rogério Correia (ambos do PT), Felipe Attiê (PP), Sargento Rodrigues (PDT), Deiró Marra (PR), Alencar da Silveira Júnior (PDT) e Carlos Pimenta (PDT).

Os requerimentos solicitam debater o impacto, as causas e consequências do rompimento das barragens Fundão e Santarém, da Samarco, assim como as providências que necessitam ser implementadas pela empresa e pelo poder público, no que concerne à recuperação ambiental e ao amparo aos atingidos. Também são propostas discussões sobre as circunstâncias do acidente e a respeito de medidas alternativas para substituir as barragens. São requeridas, ainda, avaliações das políticas públicas e das ações para monitoramento e controle desses locais, e das condições estruturais desses e de outros mecanismos de contenção de rejeitos no âmbito do Estado, assim como mais rigor na fiscalização.

Visitas - Além desses aspectos a serem tratadas em audiência pública, a comissão ainda acatou requerimento da deputada Marília Campos (PT) para visita à Coordenadoria de Meio Ambiente do Ministério Público Estadual (MPE), a fim de dialogar sobre as providências adotadas pelo órgão com relação ao desastre. Outra visita aprovada atende a requerimento do deputado Bonifácio Mourão (PSDB). Ele requer visita ao município de Governador Valadares (Vale do Rio Doce), a fim de avaliar as condições em que se encontra o Rio Doce, devido aos rejeitos do desastre que já alcançaram o leito daquele curso d'água, e subsidiar futuras ações do Legislativo.

Outras audiências abordarão várias questões ambientais

Durante a reunião, ainda foram acatados requerimentos para a realização de outras audiências. A deputada Marília Campos quer debater, com a Companhia de Água e Esgoto do Estado (Copasa), a atual situação e as perspectivas para abastecimento de água na Capital e em toda a Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). Ela esclarece que tem recebido muitas denúncias de que estaria havendo cortes no fornecimento em várias cidades da RMBH, e também em bairros da Capital. Marília Campos quer saber se essas já são medidas de racionamento e questionar a falta de informações para a sociedade, uma vez que os cortes estariam sendo feitos sem aviso prévio.

O deputado Iran Barbosa (PMDB) quer debater quais testes são realizados pelo Estado para verificar informações sobre a emissão de poluentes dos veículos fabricados e comercializados no mercado mineiro. Já Cássio Soares (PSD) requereu reunião com convidados, com a participação da Sociedade Mineira de Agricultura e da Embrapa, para apresentar o programa "Plantando Água". E Professor Neivaldo (PT) propõe audiência para debater os trabalhos desenvolvidos pelo Movimento Católico Global pelo Clima.

Foram requeridas ainda, pelo deputado João Alberto (PMDB), audiências em Brumadinho (RMBH). Uma é para avaliar denúncia de supostas atividades irregulares da empresa Vallourec Mineração, que estaria causando degradação ambiental. A outra é para discutir as ações desenvolvidas pelo Projeto Lagoa Viva, que recupera pequenas acumulações e cursos de água em áreas de agricultura familiar.

Irapé - Já o deputado Carlos Pimenta, além da audiência relacionada às barragens de Mariana, ainda propõe duas outras audiências. Uma é para debater a situação da Barragem de Irapé, que estaria sob risco de assoreamento, devido a áreas de garimpo na região de Diamantina (Região Central do Estado). O parlamentar requer que a Companhia Energética do Estado (Cemig) dê explicações sobre isso. Carlos Pimenta também propõe reunião para debater a situação das áreas de proteção dos parques estaduais, que, segundo ele, estariam carentes de controle e fiscalização governamental.

Leia também:

Assembleia de Minas cria Comissão Extraordinária das Barragens

Consulte o resultado da reunião.

Imprensa ALMG

Veja outras notícias sobre:

Desastre Ambiental em Mariana

Caderno Meio Ambiente

Material jornalístico de uso livre segundo as atribuições específicas de cada fonte exceto quando especificado em contrário. Fotos e textos podem pertencer a autores diferentes, sempre devidamente identificados. Créditos das fotos devem ser preservados. Nenhuma das fontes mantém qualquer vínculo comercial ou de outra ordem conosco. Em caso de dúvida, consulte. Leia também nossos Termos de Uso e Serviço | Preços, prazos, links e demais informações podem sofrer alteração e correspondem ao dia em que o material foi publicado sendo de responsabilidade da fonte original.

Documento sem título
Considere contribuir com nosso trabalho

Últimas no FarolCom

Veja também

FarolCom no Twitter

FarolCom no Pinterest