Contribua   Assine   ou Acesse nossa campanha no Apoia-se

Nossos sites

Parceiros

Expediente

Políticas do Portal

Contribua para manter o Parque Nacional Serra da Capivara | Patrimônio Mundial pela Unesco
GERAL CADERNO 1 CADERNO 2 CADERNO 3
CADERNO 4 BLOGS LINKS ÚTEIS METEOROLOGIA

| Dengue, Zika e Chikungunya no Caderno Saúde |
A sociedade mobilizada para vencer essa luta

Ambiente | Energia | Lixo | Água | Mariana

Ecopontos, Feiras-Livres e outros serviços em Uberlândia
segunda-feira, 16 novembro, 2015 - 23h38

Não faltará água em Baixo Guandu e em Colatina (ES)

O ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, garantiu nesta segunda-feira (16/11) que o abastecimento de água nos municípios de Baixo Guandu (ES) e de Colatina (ES) não será interrompido

   

"Não faltará água nessas duas cidades. O que pode haver é uma diminuição da oferta e uma adequação do abastecimento por conta da captação no Rio Doce", explicou o ministro, durante entrevista coletiva em Colatina.

Gilberto Occhi participou de uma reunião de trabalho com o governador do Espírito Santo, Paulo Hartung, e membros do governo estadual. A pauta principal foi relacionada às medidas em andamento para viabilizar um sistema alternativo para fornecimento de água aos moradores dos municípios. O ministro ainda sobrevoou a região para acompanhar os trabalhos e avaliar a situação do Rio Doce no estado.

Fred Loureiro/Secom-ES
Gilberto Occhi destaca que as ações do governo federal nos dois municípios do estado são preventivas | Foto: Fred Loureiro/Secom-ES
Gilberto Occhi destaca que as ações do governo federal nos dois municípios do estado são preventivas

O ministro destacou que as ações do governo federal em Baixo Guandu e em Colatina são preventivas. Ele reforçou que a primeira cidade não é mais dependente do Rio Doce. "Já está pronta uma adequação para captação do Rio Guandu", afirmou. Além disso, cisternas e reservatórios estão sendo implantados no município, onde há carros-pipa disponíveis e mais de 100 homens do Exército Brasileiro.

Em Colatina, estão sendo perfurados seis poços, há carros-pipa e foram instalados reservatórios de 20 mil litros nos pontos mais altos da cidade. Também está em avaliação a instalação de adutoras de engate rápido para coleta de água bruta nas lagoas do Limão e Batista.

Abastecimento em Governador Valadares

A Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec) do Ministério da Integração Nacional (MI) anunciou o restabelecimento do abastecimento de água, por distribuição convencional, no município de Governador Valadares (MG). Desde domingo (15/11) à tarde, o tratamento e a distribuição de água para a população começou a ser normalizado. O munícipio foi um dos afetados pelo rompimento da barragem de minério em Mariana (MG).

A medida foi adotada com base na redução do grau de turbidez e na análise realizada no laboratório da Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa/MG). O laudo da empresa registra que não há contaminação química, por materiais pesados ou qualquer substância que impeça a utilização da água do Rio Doce para o consumo humano. Segundo o secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil, Adriano Pereira, a medida se estende às demais cidades que fazem captação de água no mesmo rio.

Comunicação | Ministério da Integração Nacional

Veja outras notícias sobre:

Desastre Ambiental em Mariana

Caderno Meio Ambiente

Material jornalístico de uso livre segundo as atribuições específicas de cada fonte exceto quando especificado em contrário. Fotos e textos podem pertencer a autores diferentes, sempre devidamente identificados. Créditos das fotos devem ser preservados. Nenhuma das fontes mantém qualquer vínculo comercial ou de outra ordem conosco. Em caso de dúvida, consulte. Leia também nossos Termos de Uso e Serviço | Preços, prazos, links e demais informações podem sofrer alteração e correspondem ao dia em que o material foi publicado sendo de responsabilidade da fonte original.

Documento sem título
Considere contribuir com nosso trabalho

Últimas no FarolCom

Veja também

FarolCom no Twitter

FarolCom no Pinterest