CaldoQuantico   Holopraxis   CQL   CreSentes   DNAtos   PARCEIROS   EXPEDIENTE   ANUNCIE   PRIVACIDADE E USOS  
 
Capa Geral Caderno 1 Caderno 2 Caderno 3 Caderno 4 Blogs Links Úteis Meteorologia
Instituto Eu Quero Viver
quarta-feira, 14 janeiro, 2009 11:20

Novo comandante-geral da Polícia Militar é anunciado

   
Foto: Wellington Pedro / Imprensa MG
Governador Aécio Neves e o novo comandante-geral da Polícia Militar, coronel Renato Vieira de Souza

O governador Aécio Neves anunciou, nesta terça-feira (13), o novo comandante-geral da Polícia Militar de Minas Gerais.

O coronel Renato Vieira de Souza, atual chefe do Estado Maior, assumirá o cargo, a partir desta quarta-feira (14), em substituição ao coronel Hélio Santos Júnior.

O novo chefe do Estado Maior será o coronel Gilberto Cabral Costa, atualmente no comando da 12ª Região da Polícia Militar, sediada em Ipatinga, no Leste de Minas.

No Palácio da Liberdade, Aécio Neves ressaltou que o novo comandante terá novos desafios à frente da corporação que reúne, hoje, em torno de 43 mil policiais militares em todos os 853 municípios mineiros. Aos 46 anos, sendo 27 deles na Polícia Militar, o coronel Renato Vieira de Souza também ocupou a função de comandante da Oitava Região de PMMG (Comando de Policiamento da Capital), unidade responsável pela coordenação de 5.200 policiais em Belo Horizonte.

“O coronel Renato é reconhecido como um dos mais brilhantes oficiais da sua geração, com extraordinário preparo intelectual, com enorme capacidade de articulação com inúmeros setores da nossa sociedade e que, tenho certeza, também com a sua liderança, com a sua seriedade vai manter o mesmo nível de comando do coronel Júnior, certamente com outros desafios que se imporão ao seu tempo de comando”, afirmou o governador em entrevista.

Aécio Neves lembrou que o novo comandante assumirá o cargo de uma da mais respeitadas corporações do país que, nos últimos anos, passou por várias transformações como a profissionalização de seus homens, melhoria nas condições de trabalho, além do importante processo de integração com a Polícia Civil e o Corpo de Bombeiros.

“Temos hoje uma Polícia Militar renovada, profissionalizada e com uma nova geração de novos comandantes que haverá de orgulhar por muitos anos todos mineiros. Continuaremos a ter uma polícia comandada com profissionalismo, obviamente com respeito absoluto à hierarquia e à ordem, mas, sobretudo, com absoluta transparência. O fortalecimento da Polícia Militar é o fortalecimento da própria cidadania mineira. Nos orgulhamos de ter, talvez, a mais respeitada das Polícias Militares do país e me orgulho, em especial, de poder estar de alguma forma participando dessa transição, dessa renovação extraordinária que estamos passando”, completou.

Valorização profissional

O governador destacou a atuação do coronel Hélio Santos Júnior nos três anos à frente da Polícia Militar, que valorizou a instituição e resgatou a auto-estima de toda a corporação. O coronel Hélio Santos Júnior deixou o comando por decisão pessoal e passou à reserva.

“O coronel Júnior será lembrado por várias décadas como talvez o maior harmonizador e o homem que resgatou, em grande parte, a auto-estima da nossa Polícia Militar. Não apenas os militares, mas Minas Gerais deve e deverá muito à sua seriedade, à sua capacidade de liderança, mas, sobretudo, à sua capacidade de dirimir conflitos e de unificar a nossa corporação. Portanto, tive o privilégio de conviver por vários anos do nosso governo exatamente com um dos mais importantes comandantes que a Polícia Militar de Minas já teve nos seus mais de 200 anos de história”, disse o governador.

Combate às drogas

O novo comandante-geral da PMMG, coronel Renato Vieira de Souza, afirmou que dará continuidade aos exitosos projetos executados pela Polícia Militar mineira que tiveram importante papel na redução histórica da criminalidade no Estado verificada nos últimos dois anos. Segundo ele, o combate às drogas, os programas de prevenção ao crime e o trabalho de aproximação da instituição com a comunidade serão reforçados em sua gestão.

“A minha responsabilidade é buscar sempre um trabalho da Polícia Militar próximo da comunidade. É buscar cada vez mais e melhores resultados de segurança pública para o nosso Estado, trabalhando a segurança objetiva e a sensação de desproteção que é, de certa maneira, natural nos grandes centros urbanos. As drogas são um problema sério, são um motor que fundamentam e explicam o fenômeno da criminalidade na modernidade. Nossa preocupação é muito grande especialmente no desenvolvimento de atividades preventivas para a criança e o adolescente. Acho que a Polícia Militar e o Governo têm que investir nessa área para retirar a possibilidade de envolvimento de crianças e adolescentes com as drogas”, afirmou.

Planejamento estratégico

Renato Vieira disse que um novo planejamento estratégico da PMMG está sendo elaborado para os próximos três anos. O novo comandante-geral da PMMG afirmou também que dará prioridade à segurança das divisas de Minas e ao policiamento das rodovias estaduais mineiras para evitar a entrada de criminosos no Estado e também combater o tráfico de drogas.

“Estamos elaborando um planejamento estratégico de 2009 a 2011, que deverá ser divulgado nos próximos dias, com todo o planejamento de médio e longo prazo para dar continuidade a esse trabalho que estava sendo executado. Temos também um planejamento inovador que é o fortalecimento das divisas do Estado e o policiamento das rodovias. Hoje, a maior parte da malha viária de Minas está sob responsabilidade da Polícia Militar e sabemos que as drogas transitam por elas. Estamos fortalecendo o policiamento rodoviário com todo nosso vigor e com todo nosso potencial e capilaridade que temos. A tendência, como já vêm sendo mostrado por todos os indicadores, é a diminuição da violência, dos crimes violentos e até dos homicídios no Estado”, disse.

Currículo

Formado no Curso de Oficiais da PMMG em 1984, o coronel Renato Vieira de Souza realizou diversos cursos de aperfeiçoamento nos Estados Unidos, no Chile, no Rio de Janeiro e em Belo Horizonte. Foi o vencedor no Concurso Nacional de Pesquisas Aplicadas em Segurança Pública e Justiça Criminal da Nacional de Segurança Pública, promovido pelo Ministério da Justiça em 2003, que tem por objetivo o desenvolvimento de um modelo nacional de intervenção das Polícias Militares brasileiras em conflitos agrários.

É bacharel em direito pela PUC Minas e mestre em Administração Pública, com ênfase em Políticas Sociais, pela Fundação João Pinheiro. Também se especializou em Gerenciamento de Micro e Pequenas Empresas pela Universidade Federal de Lavras e em Estudos de Criminalidade e Segurança Pública, pela Universidade Federal de Minas Gerais. Como professor, atua nos cursos de pós-graduação em Segurança Pública, da Fundação João Pinheiro e de Segurança Pública e Direitos Humanos, da Escola Superior Dom Helder Câmara. Também já foi professor da UNI-BH.

Estado Maior

O coronel Gilberto Cabral Costa, que assume o cargo de Chefe do Estado Maior, será responsável pela coordenação das seções de orçamento, pessoal, inteligência, planejamento operacional, logística e comunicação da Polícia Militar.

Com 49 anos, o novo Chefe do Estado Maior ingressou-se na carreira militar em 1980 e, quatro anos depois, formou no Curso de Formação de Oficiais. Tem curso de especialização em Segurança Pública.

Natural de Caiana, o coronel Gilberto Cabral foi chefe do Centro Integrado de Comunicações Policiais (Cicop), e comandante do 34º BPM, no bairro Caiçara, e do 1º BPM, em Santa Efigênia, em Belo Horizonte.

Agência Minas


Material jornalístico passível de direitos autorais.
Fotos e textos podem pertencer a autores diferentes.
Antes de reproduzir por qualquer meio, consulte sobre autorização
Leia também nossos Termos de Uso e Serviço
Preços, prazos e links podem sofrer alteração e correspondem ao dia em que o material foi publicado

FarolCom no Pinterest
Brasil no Google Maps
Meteorologia