Contribua   Assine   ou Acesse nossa campanha no Apoia-se

Nossos sites

Parceiros

Expediente

Políticas do Portal

Contribua para manter o Parque Nacional Serra da Capivara | Patrimônio Mundial pela Unesco
GERAL CADERNO 1 CADERNO 2 CADERNO 3
CADERNO 4 BLOGS LINKS ÚTEIS METEOROLOGIA

| Dengue, Zika e Chikungunya no Caderno Saúde |
A sociedade mobilizada para vencer essa luta

Instituto Eu Quero Viver
sábado, 8 dezembro, 2012 0:02

Atitudes de Mursi geram novos protestos

morguefile.com
Saindo do azul, entrando no negro - Episódio de hoje: Egito

As atitudes do atual presidente do Egito, Mohammed Mursi para ter supremacia no poder têm gerado novos protestos da população.

Depois de todo o legado deixado pela Primavera Árabe, quando o Egito, sendo um dos países inclusos, derrubou o ditador Hosni Mubarak, uma nova ditadura pode surgir na nação.

Em meio a passeatas, faixas, depoimentos e insurgências rebeldes, ao menos sete pessoas morreram e outras mais de 70 ficaram feridas nos últimos dias.

A guerra civil parece ser iminente, já que a população demonstra estar cansada da falta de liberdade política. E para completar, se sente enganada por um presidente que subiu ao poder através da democracia.

Enquanto isso, Israel e Palestina se enfrentam na ONU. O primeiro não aceita desfazer-se de territórios invadidos desde o pós-guerra. E a Palestina, tenta convencer a todos para obter o reconhecimento como um Estado.

Nos últimos anos galgou dois degraus nessa escala e hoje se encontra como estado-observador. Mais alguns passos e a história milenar pode obter o resultado que muitos palestinos queriam.

Na briga territorial e fundamentalista, o cessar-fogo foi acordado. O presidente Mursi entrou na briga para tentar chegar a uma solução paliativa para os dois lados, de forma a evitar mais ataques estratégicos e terroristas. Psicanaliticamente, Mursi tenta controlar o id da guerra Israel-Palestina e tenta governar o Egito sem superego. Limites para uns, sem para outros.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, que envia bilhões de dólares para evitar conflitos entre Israel e Egito em um Oriente Médio cada vez mais fragilizado, ainda não atuou de forma consistente para evitar o crescimento de Mursi como estadista supremo.

A espera da sociedade por lá, é que através das insatisfações demonstradas pelos vídeos na internet o mundo se atente sobre o perigo em que o Egito se encontra no que tange a abolição da democracia após tantas revoluções.

No embate freudiano, a população egípcia tenta através da resiliência ganhar respaldo internacional e a partir daí derrubar as tentativas do governo de suprimir a atuação dos outros dois poderes: legislativo e judiciário. Mesmo com todas as adversidades, o povo ainda segue com a ideia de superação para fazer do Egito um país livre. Afinal, só os peixes mortos nadam a favor da correnteza. To be continued...

Leia outros artigos de Fillipe Alves Fillipe Alves especial para o FarolComunitário

Material jornalístico de uso livre segundo as atribuições específicas de cada fonte exceto quando especificado em contrário. Fotos e textos podem pertencer a autores diferentes, sempre devidamente identificados. Créditos das fotos devem ser preservados. Nenhuma das fontes mantém qualquer vínculo comercial ou de outra ordem conosco. Em caso de dúvida, consulte. Leia também nossos Termos de Uso e Serviço | Preços, prazos, links e demais informações podem sofrer alteração e correspondem ao dia em que o material foi publicado sendo de responsabilidade da fonte original.

Documento sem título
Considere contribuir com nosso trabalho

Últimas no FarolCom

Veja também

FarolCom no Twitter

FarolCom no Pinterest