Contribua   Assine   ou Acesse nossa campanha no Apoia-se

Nossos sites

Parceiros

Expediente

Políticas do Portal

Contribua para manter o Parque Nacional Serra da Capivara | Patrimônio Mundial pela Unesco
GERAL CADERNO 1 CADERNO 2 CADERNO 3
CADERNO 4 BLOGS LINKS ÚTEIS METEOROLOGIA

| Dengue, Zika e Chikungunya no Caderno Saúde |
A sociedade mobilizada para vencer essa luta

Instituto Eu Quero Viver
segunda-feira, 26 novembro, 2012 0:00

Empresas de aviação se fundem para ampliar oferta

Renan Birck
As alianças são vistas por estudiosos como uma estratégia de adaptação ao mundo globalizado para que as empresas aéreas reduzam custos e aumentem a cobertura de atendimento

Foi anunciada nesta semana a autorização prévia para a fusão de mais duas companhias brasileiras: a Azul Linhas Aéreas Brasileiras e a Trip Linhas Aéreas.

A aprovação foi concedida pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), reguladora do transporte aéreo no Brasil. Agora precisa passar pelo crivo do Conselho Administrativo de Defesa Econômico (Cade).

Com a fusão, a nova holding será conhecida como Azul Trip S/A e vai operar com 840 voos diários domésticos. A companhia contará ainda com 116 aviões e nove mil funcionários. Isso vai representar uma fatia de quase um terço das operações no Brasil.

Este ano também marcou a fusão das companhias TAM (Brasil) e LAN (Chile). A nova denominação das duas empresas será Latam e elas vão seguir operando como duas companhias separadas, porém não independentes. Mais ainda, cada empresa continuará com as próprias aeronaves, guichês e serviços.

A holding será responsável por atender 150 destinos em 22 países com operações domésticas em Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Equador e Peru, e operações internacionais na América Latina, Estados Unidos, Europa e Oceania.

Uma das grandes modificações para os clientes da TAM será o uso de milhagens e as conexões com uma reserva. Isso poderá acontecer devido a uma possível saída da TAM da maior rede mundial de companhias aéreas, a Star Alliance. Ao todo, são 28 companhias de todo o mundo que se aliaram a essa rede, fundada em 1997. Gigantes como TAP, Lufthansa, Turkish e United fazem partes dessa ligação.

Como a LAN é membro antiga de outra rede, a oneworld (o nome se escreve todo em letras minúsculas) e ela não pode, por uma decisão judicial, pertencer à mesma rede que a Avianca-Taca, a qual já ingressou na Star Alliance, a holding Latam deverá mesmo se juntar à oneworld.

O desligamento da TAM da sua rede de alianças ainda não foi anunciado oficialmente à Star Alliance. Até a saída oficial, os clientes que têm pontos acumulados podem utilizá-los na rede. Depois, as novas políticas sobre os programas de milhas deverão ser explicados pela companhia aos seus clientes.

A one world é a segunda maior rede de alianças com 12 companhias aéreas. Em breve se juntará à rede a Qatar Airways, uma das três principais do Oriente Médio. Além da Qatar, a oneworld conta com companhias importantes como Ibéria, Qantas, British Airways e American Airlines.

As alianças são vistas por estudiosos como uma estratégia de adaptação ao mundo globalizado para que as empresas aéreas reduzam custos e aumentem a cobertura de atendimento. A alta concorrência no setor também reforça a necessidade dessas parcerias. Neste ambiente inóspito, alianças globais se resumem a uma questão de market-share, literalmente, compartilhamento de mercado.

Leia outros artigos de Fillipe Alves Fillipe Alves especial para o FarolComunitário

Material jornalístico de uso livre segundo as atribuições específicas de cada fonte exceto quando especificado em contrário. Fotos e textos podem pertencer a autores diferentes, sempre devidamente identificados. Créditos das fotos devem ser preservados. Nenhuma das fontes mantém qualquer vínculo comercial ou de outra ordem conosco. Em caso de dúvida, consulte. Leia também nossos Termos de Uso e Serviço | Preços, prazos, links e demais informações podem sofrer alteração e correspondem ao dia em que o material foi publicado sendo de responsabilidade da fonte original.

Documento sem título
Considere contribuir com nosso trabalho

Últimas no FarolCom

Veja também

FarolCom no Twitter

FarolCom no Pinterest