Contribua   Assine   ou Acesse nossa campanha no Apoia-se

Nossos sites

Parceiros

Expediente

Políticas do Portal

Contribua para manter o Parque Nacional Serra da Capivara | Patrimônio Mundial pela Unesco
GERAL CADERNO 1 CADERNO 2 CADERNO 3
CADERNO 4 BLOGS LINKS ÚTEIS METEOROLOGIA

| Dengue, Zika e Chikungunya no Caderno Saúde |
A sociedade mobilizada para vencer essa luta

Instituto Eu Quero Viver
quinta-feira, 30 maio, 2013 11:11

OECD divulga ranking de qualidade de vida

Gráfico OECD
Veja o gráfico ampliado aqui (em inglês)

Uma pesquisa feita pela Organização para Cooperação Econômica e Desenvolvimento (OECD) aponta o ranking dos países com a melhor qualidade de vida do mundo.

Tendo em vista a média alcançada pelos 36 países ranqueados, a Austrália tem a população mais satisfeita do mundo. A notícia foi publicada nesta terça-feira (28) pelo jornal alemão Die Welt.

O gigante da Oceania ficou a frente de Suécia, Canadá, Noruega, Suíça e Estados Unidos, nesta ordem.

A maior surpresa se deu pela Austrália ter ultrapassado os países nórdicos, sempre considerados modelos para as demais nações. Ainda assim, esses países seguem bem colocados na lista da OECD.

Para montar o índex de qualidade de vida, a organização escolheu 11 tópicos que compõem o conceito: Moradia, Renda, Emprego, Comunidade, Educação, Meio Ambiente, Engajamento Cívico, Saúde, Satisfação, Segurança e Equilíbrio Vida-Trabalho.

Com uma população estima em 22,6 milhões de pessoas, a Austrália atingiu 7,9 pontos de média nos tópicos levantados. E esse contingente aponta que os australianos são mais satisfeitos com a vida do que a média da OECD. Dos quase 23 milhões de habitantes, 84% deles, ou seja, 18,9 milhões de pessoas afirmam que possuem mais experiências positivas no dia-a-dia do que negativas.

Entre os países latino-americanos, o Brasil é o melhor colocado, na 33ª posição. Mas isso não é motivo de alegria, visto que só Chile e México configuram a lista dos latinos e eles compõem a 34ª e 35ª colocação, respectivamente. A 36ª e última posição ficou com a Turquia.

Em comparação com a Austrália, o Brasil toma a frente apenas no tópico Equilíbrio Vida-Trabalho. Nos demais, a diferença é gritante. Afinal, a média brasileira no Ranking é de 4,34 pontos. Isso mostra que o nível de evolução que o país precisa atingir ainda está longe do que se vivencia. E para conseguir uma posição de destaque, é preciso saber aliar muito mais do que desenvolvimento social e econômico. Meio ambiente, participação política e aproveitamento da vida contam mais do que se imagina.

Porém, há índices que trazem esperança aos brasileiros. Quanto àquele índice de satisfação com a vida, os brasileiros estão quase iguais aos australianos. São 82% de pessoas que dizem ter mais experiências positivas do que negativas. Sabe o que isso significa? Somos 196 milhões de habitantes e nossa média é quase igual à da Austrália. Isso também prova que os 160,7 milhões de brasileiros têm menos preocupação, dor, tédio, e tristeza do que prazer pela vida e sentimentos de descanso e dever cumprido.

Obrigado OECD!

Leia outros artigos de Fillipe Alves Fillipe Alves especial para o FarolComunitário

Material jornalístico de uso livre segundo as atribuições específicas de cada fonte exceto quando especificado em contrário. Fotos e textos podem pertencer a autores diferentes, sempre devidamente identificados. Créditos das fotos devem ser preservados. Nenhuma das fontes mantém qualquer vínculo comercial ou de outra ordem conosco. Em caso de dúvida, consulte. Leia também nossos Termos de Uso e Serviço | Preços, prazos, links e demais informações podem sofrer alteração e correspondem ao dia em que o material foi publicado sendo de responsabilidade da fonte original.

Documento sem título
Considere contribuir com nosso trabalho

Últimas no FarolCom

Veja também

FarolCom no Twitter

FarolCom no Pinterest