Contribua   Assine   ou Acesse nossa campanha no Apoia-se

Nossos sites

Parceiros

Expediente

Políticas do Portal

Contribua para manter o Parque Nacional Serra da Capivara | Patrimônio Mundial pela Unesco
GERAL CADERNO 1 CADERNO 2 CADERNO 3
CADERNO 4 BLOGS LINKS ÚTEIS METEOROLOGIA

| Dengue, Zika e Chikungunya no Caderno Saúde |
A sociedade mobilizada para vencer essa luta

Instituto Eu Quero Viver
quinta-feira, 4 julho, 2013 9:52

Sua empresa não tem problemas financeiros

Marcio Karsten | Divulgação

Pode parecer insensato o título deste post, mas é a mais pura verdade. As finanças empresariais exclusivamente medem o resultado atingido pela empresa.

Se ele é positivo ou negativo, afirmo novamente, é consequência do resultado das operações da empresa.

O grande problema, é que os empresários, em sua maioria, tendem a procurar uma consultoria quando a corda aperta no pescoço ou sente a principal dor: a do bolso, dando pouca margem ao trabalho do consultor.

Não há milagre.

Afinal, reflita comigo:

- Você tem uma máquina de imprimir dinheiro nos fundos de sua empresa?

- Compra papel moeda da Casa da Moeda ou de um fornecedor qualquer?

- Cunha moedas com valor monetário válido?

- Se você respondeu sim a qualquer um dos questionamentos, CUIDADO, a polícia pode estar atrás de você.

Como já disse, as finanças medem o resultado das operações.

Dos esforços feitos de marketing, do desempenho dos processos internos e, também, do esforço das pessoas, as outras perspectivas do Balanced Scorecard (BSC), ferramenta desenvolvida por Kaplan e Norton.

Figura 1: As quatro perspectivas do Balanced Scorecard

A forma correta de se ler (ou interpretar) o BSC é de baixo para cima, em uma sequência de objetivos correlacionados no esquema causa-consequência, envolvidos por um tema estratégico.

O problema financeiro que sua empresa estiver passando, pode ser um reflexo de queda de vendas, produtos com baixa qualidade percebida, precificação errônea, má contratação de funcionários, clima organizacional ruim, altos custos, despesas exacerbadas e muitos outros, que, como se pode ver, não são diretamente relacionados à finanças. Volto a afirmar: FINANÇAS MEDEM, não criam nada, não vendem nada, não produzem nada.

Conte com a ajuda do seu consultor. Não tem um ainda? Procure um, consulte um. O consultor empresarial é como o médico da família, que deveria ser regularmente consultado, para se evitar problemas de saúde, o que sempre é mais recomendado.

Apesar de os resultados financeiros (balanço patrimonial e DRE) dizerem muito sobre sua empresa e servirem de base para encontrar os pontos fracos da organização, que estão gerando o desconforto financeiro, através de mecanismos de análise e indicadores financeiros, não são exclusivos nem universais – não revelam toda a verdade.

Ah, você pensa que consultor é caro para sua empresa? Só pergunto uma coisa: quanto custa uma consulta no seu médico de confiança, que não dura mais do que 15-20 minutos? Estamos falando da saúde, da sua empresa, que é – quase certamente – a sustentação econômica da sua família e de seus colaboradores/funcionários.

Um grande abraço e até a próxima.

Leia outros artigos de Marcio Karsten
Márcio Karsten Administrador com especialização em MBA Empresarial. Atua como consultor de empresas nas áreas de Estratégia Empresarial e Marketing, já tendo atendido organizações de diversos segmentos e portes. É, também, professor em cursos técnicos, palestrante, conferencista e articulista, com diversos textos publicados em sites e revistas especializadas.

Material jornalístico de uso livre segundo as atribuições específicas de cada fonte exceto quando especificado em contrário. Fotos e textos podem pertencer a autores diferentes, sempre devidamente identificados. Créditos das fotos devem ser preservados. Nenhuma das fontes mantém qualquer vínculo comercial ou de outra ordem conosco. Em caso de dúvida, consulte. Leia também nossos Termos de Uso e Serviço | Preços, prazos, links e demais informações podem sofrer alteração e correspondem ao dia em que o material foi publicado sendo de responsabilidade da fonte original.

Documento sem título
Considere contribuir com nosso trabalho

Últimas no FarolCom

Veja também

FarolCom no Twitter

FarolCom no Pinterest