CaldoQuantico   Holopraxis   CQL   CreSentes   DNAtos   PARCEIROS   EXPEDIENTE   ANUNCIE   PRIVACIDADE E USOS  
   
CAPA | GERAL | CADERNO 1 | CADERNO 2 | CADERNO 3 | CADERNO 4 | BLOGS | LINKS ÚTEIS
Saúde

Ministério lança programa para formar cuidadores de idosos

Até 2011, 65 mil pessoas receberão capacitação. Projeto piloto já formou 300 indivíduos em seis escolas técnicas do país

O Ministério da Saúde lançou, nesta terça-feira (7), no Rio de Janeiro, o Programa Nacional de Formação de Cuidadores de Idosos a ser oferecido em 36 Escolas Técnicas do Sistema Único de Saúde em todo o país. O projeto, em parceria com o Ministério do Desenvolvimento Social, tem como intuito oferecer um olhar integral sobre o indivíduo, qualificando a atenção prestada às pessoas idosas. Até 2011, a meta é formar 65 mil cuidadores.

“Faremos uma política de fomento para que as escolas técnicas se articulem, principalmente, com as instituições filantrópicas e esses cuidadores possam ter na escola uma capacitação adequada. A partir disto, melhorar a atenção prestada a esses idosos, muitos com dependência e em situações delicadas”, ressaltou o coordenador da área técnica de saúde do idoso do Ministério da Saúde, José Luiz Telles, durante a cerimônia de lançamento.

A capacitação vai preparar os cuidadores para a identificação de riscos à saúde, como no momento da administração de medicamentos, riscos de acidente doméstico, diagnóstico de dificuldades e promoção da inserção social do idoso. O programa, com uma carga horária de 160 horas, é aberto a todos os interessados, maiores de 18 anos com ensino fundamental completo. Um projeto-piloto desenvolvido nos últimos seis meses já formou 300 cuidadores, em seis escolas técnicas, nas cinco regiões do país.

INCLUSÃO - Para Telles, é necessário avaliar a capacidade que o indivíduo tem de interagir socialmente para estabelecer ações de promoção à saúde e de prevenção de doenças e agravos.

“O fato de uma pessoa acima de 70 anos deixar de sair de casa deve ser encarado como um sinal de alerta. Nesses casos, é importante que se tenha uma posição pró-ativa de buscar a causa, que pode ser devido a incontinência urinária, por exemplo”, alerta Telles. Com a investigação das causas, é possível evitar um conjunto de agravos à saúde.
O ministério tem uma política de atenção à saúde do idoso desde 1999. Em 2006, foi publicada a atualização dessas diretrizes, em que foi priorizada a atenção diferenciada aos grupos de acamados, que vivem em instituições de longa permanência ou com doença incapacitantes, como Alzheimer.

Em junho 2008, foi lançado o Guia do Cuidador do Idoso. O manual traz noções práticas para profissionais e leigos. Foram impressos 30 mil exemplares distribuídos em todo o país, em capitais e municípios com mais de 500 mil habitantes, em todas as coordenações estaduais de saúde do idoso, escolas técnicas em saúde do SUS e ONGs. Acesse o guia do cuidador no link http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/guia_pratico_cuidador.pdf

VEJA TAMBÉM
Guia Prático para cuidadores de idosos - 11/06/2008
http://portal.saude.gov.br/portal/aplicacoes/noticias/noticias_detalhe.cfm?co_seq_noticia=48818


09/10/2008
Agência Saúde
Material jornalístico protegido por direitos autorais - Proibido reproduzir sem autorização expressa dos detentores dos direitos

FarolCom no Pinterest
Brasil no Google Maps
Tudo sobre o HIV e a AIDS
http://www.soropositivo.org 
Meteorologia