CaldoQuantico   Holopraxis   CQL   CreSentes   DNAtos   PARCEIROS   EXPEDIENTE   ANUNCIE   PRIVACIDADE E USOS  
   
CAPA | GERAL | CADERNO 1 | CADERNO 2 | CADERNO 3 | CADERNO 4 | BLOGS | LINKS ÚTEIS
Saúde

Mulheres atingem meta de vacinação contra rubéola - Homem: Agora só falta você

95,3% da população feminina já se vacinou. Ministério faz apelo aos jovens de 20 a 29 anos do sexo masculino para se imunizar. Só assim será possível eliminar o vírus


A participação das mulheres, de jovens e adolescentes de ambos os sexos na Campanha Nacional de Vacinação para a Eliminação da Rubéola atingiu a meta de cobertura esperada. Ao todo, 33,7 milhões (95,3%) de mulheres foram imunizadas contra a doença. Entre o público jovem (homens e mulheres entre 12 e 19 anos), mais de 7,1 milhões (106,6%) nessa faixa etária se vacinaram desde o início da campanha. Porém, os homens a partir dos 20 anos não seguiram o mesmo exemplo. Até as 10h dessa quinta, 4 de dezembro, 89,8% foram aos postos de saúde pelo país – o que corresponde a 31,2 milhões da meta de 34,7 milhões.

Atento à demora da população masculina em cumprir com sua parte, o Ministério da Saúde concentra seus esforços para atingir a cobertura ideal e eliminar a circulação do vírus da rubéola no país. Mais de 64,9 milhões (92,6%) de brasileiros já se vacinaram, mas ainda restam 5,1 milhões de pessoas. Agora só falta você é o slogan da fase final dessa grande ação.

A coordenadora do Programa Nacional de Imunizações, Marília Bulhões, faz apelo aos que ainda não tomaram a vacina: comparecer imediatamente ao posto de saúde mais próximo da sua residência, já que a imunização contra a rubéola é a única forma de garantir a eliminação da doença no país. “A campanha está sendo um sucesso no país inteiro, mas alguns estados e municípios não estão conseguindo acompanhar a meta nacional. Então, homens e mulheres, de 20 a 39 anos, precisam se vacinar”, afirma. Ela reforça que, mesmo com a meta de cobertura atingida pelas mulheres, as que por algum motivo não se vacinaram ou que estavam grávidas no período da campanha, devem ser imunizadas contra a doença.

Os homens são o principal foco da campanha. Isso porque, dos 8.684 casos de rubéola confirmados no país, em 2007, 70% corresponderam a pacientes do sexo masculino. Se o vírus continuar circulando pelo país, o risco é a transmissão para mulheres grávidas, o que pode causar malformação no feto, e provocar cegueira, surdez, retardo mental ou problemas cardíacos no bebê (conhecida como Síndrome da Rubéola Congênita - SRC).

BALANÇO GERAL – Até as 10h de quinta, 4 de dezembro, 18 estados superaram a meta ideal de vacinação entre as mulheres: Roraima (111%), Acre (103,3%), Ceará (101,8%), Sergipe (101,2%), Maranhão (100,6%), Pernambuco (99,6%), Paraíba (99,3%), Alagoas (98,4%), Santa Catarina (97,7%), Minas Gerais (97,6%), Amazonas (96,8%), Rondônia (96,4%), Espírito Santo (96,4%), Bahia (96%), Rio Grande do Norte (95,9%), Piauí (95,8%), Pará (95,2%) e Amapá (95,1%). Outros nove estados estão próximos de atingir a cobertura, com índices parciais de 90%: Goiás (94,8%), Mato Grosso (94,2%), Mato Grosso do Sul (93,9%), Rio de Janeiro (93,6%), São Paulo (92%), Distrito Federal (91,9%), Rio Grande do Sul (91,1%), Paraná (90,7%) e Tocantins (90,5%).

Em todos os estados, a adesão foi maior entre as mulheres, com exceção do Distrito Federal, onde 408,7 mil (94,8%) homens procuraram os postos de vacinação, enquanto 441,4 mil (91,9%) mulheres foram imunizadas. (Veja tabela)

O Nordeste é a região com o maior índice de vacinação entre as mulheres. Mais de 9,4 milhões foram vacinadas, o que representa uma cobertura de 98,7%. Em seguida estão as regiões Norte (96%), Sudeste (94,1%), Centro-Oeste (94%) e Sul (92,4%). A campanha, considerada a maior do mundo, precisa atingir a meta de 95% de cobertura, que dará direito ao país de solicitar à Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) o certificado de erradicação da doença.

Entre os jovens e adolescentes de 12 a 19 anos, a cobertura superou a meta de vacinação. Ao todo, mais de 7,1 milhões (106,6%) de jovens foram imunizados – 446,3 mil pessoas a mais do que o esperado. Cerca de 3,7 milhões de garotas (111,6%) e 3,4 milhões de garotos (101,7%) foram vacinados contra a doença. O estado do Rio de Janeiro tem o maior índice de cobertura nessa faixa etária, 108,9%. Em seguida, está o Maranhão (108,9%), Minas Gerais (105,7%), Mato Grosso (102,1%) e Rio Grande do Norte (101,1%). (Veja tabela)

05/12/2008
Agência Saúde



FarolCom no Pinterest
Brasil no Google Maps
Tudo sobre o HIV e a AIDS
http://www.soropositivo.org 
Meteorologia