Contribua para manter o Parque Nacional Serra da Capivara | Patrimônio Mundial pela Unesco
GERAL CADERNO 1 CADERNO 2 CADERNO 3
CADERNO 4 BLOGS LINKS ÚTEIS METEOROLOGIA

#zikazero | CLIQUE AQUI, SAIBA MAIS E PARTICIPE | #zikazero
A sociedade mobilizada para vencer a luta contra o mosquito

Saúde Orkut
 
 
 
Divulgação
 
   

Orgasmo feminino sem complicações

sábado, 4 setembro, 2010 18:36

O orgasmo não tem como único benefício o clímax sexual e o prazer.

De acordo com o urologista e terapeuta sexual, Luiz Mauro Coelho Nascimento, o orgasmo contribui também para melhorar a qualidade do sono, a circulação sanguínea e a pele, além de reduzir cólicas femininas e o estresse.

Segundo ele, os instantes de um intenso prazer são seguidos de uma sensação gostosa de alívio e relaxamento. Mas quando a pessoa termina o sexo sem atingir o orgasmo, sente uma sensação de insatisfação, irritabilidade e estresse.

É isso que vem acontecendo com pelo menos a metade das mulheres. Conforme estudos do Projeto de Sexualidade da Universidade de São Paulo (USP), 50% das brasileiras têm dificuldades para chegar ao orgasmo e os homens é que poderiam ser mais empenhados.

Em entrevista com cerca de três mil homens, em cinco capitais brasileiras, apenas 33,9% afirmaram que o prazer da mulher é a prioridade deles no sexo. “Mulheres com esta dificuldade deveriam procurar um especialista em sexualidade para que este possa investigar dois aspectos: o biológico e o emocional. O tratamento quando realizado em conjunto com o parceiro tende a ter resultados muito melhores”, disse Luiz Mauro.

Os médicos nunca encontraram diferenças físicas entre as mulheres que têm muitos orgasmos e as que não conseguem chegar lá. O que varia entre elas, portanto, é o fator emocional. Uma mulher preocupada tem mais dificuldade para atingir o clímax. Elas precisam de mais concentração do que os homens.

Portanto, se elas tiverem que se preocupar com os filhos ou os pais escutando tudo no quarto ao lado e também na quantidade de trabalho que ela tem para fazer, isso acaba só prejudicando durante a relação. Para Cláudia Guerra, mestre em História e palestrante sobre a sexualidade humana, além da tripla jornada de trabalho feminina, o que impacta também na sexualidade é a ditadura da beleza. “Vivemos na cultura do hiper: hiper bunda, hiper tesão, hiper peito, um culto excessivo à imagem”, disse Cláudia Guerra.

Além da insegurança, para o terapeuta sexual Luiz Mauro, a mulher que vai para a cama com a obrigação de chegar lá, corre o risco ainda maior de se frustrar. “Orgasmo é descoberta e aprendizado. Por isso é preciso perceber onde tem mais prazer, onde a excitação é mais intensa e aprender a estimular estes pontos”, disse o médico.

Dicas

. Seja uma eterna aprendiz do seu corpo, ele a conduzirá ao prazer.
. Procure ambientes tranqüilos, imagine cenas, fantasias, use de criatividade...
. Um vídeo erótico pode ser uma boa opção, principalmente aqueles que têm um clima de sedução.
. Concentre-se em seus sentimentos e percepções, não se preocupe com o orgasmo, ele virá.
. Posteriormente você deverá incluir seu parceiro nestes jogos sexuais, sempre trocando impressões, preferências, carícias, fantasias; transformando o encontro sexual em momentos de alegria, prazer e integração humana.

Keila Miranda | Kompleta

Documento sem título
Considere contribuir com nosso trabalho

Últimas no FarolCom

Veja também

Mapas do Triângulo

Meteorologia

FarolCom no Twitter

FarolCom no Pinterest

Tudo sobre o HIV e a AIDS Soropositivo.org