Contribua   Assine   ou Acesse nossa campanha no Apoia-se

Nossos sites

Parceiros

Expediente

Políticas do Portal

Contribua para manter o Parque Nacional Serra da Capivara | Patrimônio Mundial pela Unesco
GERAL CADERNO 1 CADERNO 2 CADERNO 3
CADERNO 4 BLOGS LINKS ÚTEIS METEOROLOGIA

| Dengue, Zika e Chikungunya no Caderno Saúde |
A sociedade mobilizada para vencer essa luta

Instituto Eu Quero Viver
segunda-feira, 29 outubro, 2012 21:20 - SAÚDE

Câncer e Aids já podem ser detectados por meio de exame barato

China Medical University/Wikimedia
É esperado por esses pesquisadores que o novo exame custe dez vezes menos que os já disponíveis

Teste pode detectar vírus até em pequena quantidade no corpo e sinais de câncer. Um protótipo por enquanto. Porém, mais barato e capaz de detectar diferentes vírus e alguns tipos de câncer. Essa é a mais nova “descoberta” feita por pesquisadores britânicos.

Por meio deste exame, pode-se detectar a presença de uma doença ou de um vírus, ainda que em pequena quantidade no corpo. Como? Usando um sistema de cores. Calma. Vou tentar explicar tudo.

Um químico desenvolvido por esses pesquisadores muda de cor ao entrar em contato com o sangue do paciente. Se um determinado componente da doença ou vírus estiver presente, o reagente químico ficará azul. Se não houver, porém, doença ou vírus algum, o líquido ficará vermelho.

Um dos pesquisadores, Molly Stevens do Imperial College de Londres, local onde foi realizado o estudo afirma, porém, que este método “deve ser usado quando a presença de uma molécula-alvo em uma concentração ultrabaixa possa melhorar o diagnóstico da doença”. Ele complementa que: “... é importante detectar algumas moléculas em concentrações ultrabaixas para verificar a reincidência de câncer depois da retirada de um tumor".

Além disso, “o exame pode ajudar no diagnóstico de pacientes infectados com o vírus HIV cujas cargas virais são baixas demais para serem detectadas por meio dos métodos atuais,” diz o pesquisador Stevens.

Os primeiros testes do novo exame conseguiram detectar a presença de marcadores para HIV e câncer de próstata. No entanto, serão necessários testes mais amplos antes que o novo exame possa ser usado.

Custos
É esperado por esses pesquisadores que o novo exame custe dez vezes menos que os já disponíveis, o que para tais estudiosos será importante em países nos quais as únicas opções de exames para HIV e câncer são muito caras.

"Este exame pode ser significativamente mais barato (...), o que pode abrir caminho para um uso maior de exames de HIV em regiões mais pobres do mundo", afirmou Roberto de la Rica, pesquisador que participou o desenvolvimento do novo exame.

A pesquisa do Imperial College de Londres foi divulgada na revista especializada "Nature Nanotechnology".

Pérola Novais especial para o FarolComunitário

Material jornalístico de uso livre segundo as atribuições específicas de cada fonte exceto quando especificado em contrário. Fotos e textos podem pertencer a autores diferentes, sempre devidamente identificados. Créditos das fotos devem ser preservados. Nenhuma das fontes mantém qualquer vínculo comercial ou de outra ordem conosco. Em caso de dúvida, consulte. Leia também nossos Termos de Uso e Serviço | Preços, prazos, links e demais informações podem sofrer alteração e correspondem ao dia em que o material foi publicado sendo de responsabilidade da fonte original.

Documento sem título
Considere contribuir com nosso trabalho

Últimas no FarolCom

Veja também

FarolCom no Twitter

FarolCom no Pinterest