Contribua   Assine   ou Acesse nossa campanha no Apoia-se

Nossos sites

Parceiros

Expediente

Políticas do Portal

Contribua para manter o Parque Nacional Serra da Capivara | Patrimônio Mundial pela Unesco
GERAL CADERNO 1 CADERNO 2 CADERNO 3
CADERNO 4 BLOGS LINKS ÚTEIS METEOROLOGIA

| Dengue, Zika e Chikungunya no Caderno Saúde |
A sociedade mobilizada para vencer essa luta

Saúde

Ecopontos, Feiras-Livres e outros serviços em Uberlândia
sábado, 29 agosto, 2015 - 13h16

Mais de 4 milhões de crianças ainda não foram vacinadas contra poliomielite

Dados do Ministério da Saúde mostram que mais de 4 milhões de crianças ainda não receberam a vacina contra a poliomielite

A campanha de imunização, que termina na próxima segunda-feira (31), pretende alcançar 12 milhões de crianças entre 6 meses e 5 anos incompletos, o que representa 95% do grupo dessa faixa etária.

O levantamento, divulgado hoje (28), foi feito até a última quinta-feira, quando 7,8 milhões de crianças tinham sido imunizadas.

Os dados também mostram que os estados com maior cobertura vacinal são Santa Catarina, São Paulo, Paraíba e Paraná, todos com índice acima de 70%. Segundo o Ministério da Saúde, o Distrito Federal está com a menor cobertura (36%), seguido dos estados de Roraima (43,9%), Rondônia (44,7%) e Pará (44,8%).

Marcus Ferreira/SES-MG
Para vacinar, é preciso ir a uma Unidade Básica de Saúde (UBS) e levar a Carteira de Vacinação da criança | Marcus Ferreira/SES-MG
Para vacinar, é preciso ir a uma Unidade Básica de Saúde (UBS) e levar a Carteira de Vacinação da criança | Marcus Ferreira/SES-MG

Além de imunizar contra a doença, a 36ª Campanha Nacional contra a Poliomielite, que começou no dia 15, tem o objetivo de atualizar o calendário vacinal das crianças de até 5 anos que não tomaram alguma outra vacina na rede pública. Para que o profissional de saúde acompanhe as vacinas que a criança ainda não tomou, é importante que os responsáveis levem a caderneta ao posto de vacinação.

Campanha contra pólio termina na próxima segunda-feira em Minas Gerais

O balanço parcial do Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (PNI) registra que em Minas Gerais pouco mais de 740 mil crianças compareceram a um dos 5.500 postos de vacinação espalhados pelo estado, desde o início da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite, no dia 15 de agosto. O número representa 64% do público prioritário, mas ainda faltam ser imunizadas 400 mil crianças.O balanço do Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI) ainda não conta com os registros de 28 municípios.

Até a próxima segunda-feira (31/8), a campanha pretende imunizar pelo menos 1,1 milhão de crianças de seis meses de idade até quatro anos 11 meses e 29 dias em todo o Brasil. Apesar de a pólio estar erradicada no país desde 1989 o vírus ainda circula em países da África e Ásia.

Dessa forma, a única maneira de se prevenir contra a poliomielite e impedir que o vírus volte a circular no país é vacinando todas as crianças. A pólio pode causar deficiência motora e flacidez muscular nos membros inferiores, provocando a paralisia, e podendo levar inclusive à morte.

Para vacinar, é preciso ir a uma Unidade Básica de Saúde (UBS) e levar a Carteira de Vacinação da criança. Na UBS, o profissional de saúde verificaráse o calendário de imunização está em dia. Os pais ou responsáveis que não puderem levar a carteirinha também poderão vacinar a criança e fazerem outro cartão.

Em Uberlândia campanha terminou na sexta-feira

Mais de 15.500 crianças, o que representa 41,41% do público nessa faixa etária, foram vacinadas durante a campanha de um total de 37.565, mas a meta é atingir 95% deste número.

A campanha em Uberlândia começou dia 10, uma semana antes da campanha em nível nacional, devido aos feriados municipais de agosto (dia 15, Nossa Senhora da Abadia e dia 31, aniversário da cidade).

Importância da Vacinação

O Ministério da Saúde alerta que a vacina é a única forma de prevenção contra a paralisia infantil. Embora o Brasil não tenha casos da doença há 26 anos, a Organização Mundial da Saúde recomenda a imunização, já que nove países registraram casos da doença nos últimos dois anos.

A poliomielite ainda é endêmica em três países (Nigéria, Paquistão e Afeganistão) e dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) demonstram que entre os anos de 2013 e 2014, outros sete países registraram casos da doença (Somália, Guiné Equatorial, Iraque, Camarões, Síria, Etiópia e Quênia).

Por esta razão, até que aconteça a certificação mundial da erradicação desse agente infeccioso, as ações devem ser continuadas, mantendo a cobertura vacinal em todos os municípios para evitar a reintrodução do vírus da poliomielite no país.

Da redação com dados da Agência Brasil, Secom PMU e Agência Minas

Material jornalístico de uso livre segundo as atribuições específicas de cada fonte exceto quando especificado em contrário. Fotos e textos podem pertencer a autores diferentes, sempre devidamente identificados. Créditos das fotos devem ser preservados. Nenhuma das fontes mantém qualquer vínculo comercial ou de outra ordem conosco. Em caso de dúvida, consulte. Leia também nossos Termos de Uso e Serviço | Preços, prazos, links e demais informações podem sofrer alteração e correspondem ao dia em que o material foi publicado sendo de responsabilidade da fonte original.

Documento sem título
Considere contribuir com nosso trabalho

Últimas no FarolCom

Veja também

FarolCom no Twitter

FarolCom no Pinterest

Tudo sobre o HIV e a AIDS Soropositivo.org