Contribua   Assine   ou Acesse nossa campanha no Apoia-se

Nossos sites

Parceiros

Expediente

Políticas do Portal

Contribua para manter o Parque Nacional Serra da Capivara | Patrimônio Mundial pela Unesco
GERAL CADERNO 1 CADERNO 2 CADERNO 3
CADERNO 4 BLOGS LINKS ÚTEIS METEOROLOGIA

| Dengue, Zika e Chikungunya no Caderno Saúde |
A sociedade mobilizada para vencer essa luta

Cultura | Livros | Lazer | ViverBem

Ecopontos, Feiras-Livres e outros serviços em Uberlândia
quarta-feira, 3 fevereiro, 2016 - 22h43

A beleza dos Parques Estaduais de Minas Gerais

Geridas pelo Instituto Estadual de Florestas, Unidades de Conservação Ambiental concentram atrações como cachoeiras, grutas e mirantes

   

Minas Gerais tem 16 parques estaduais, distribuídos por oito Territórios de Desenvolvimento do Estado, à disposição dos turistas que desejam desbravar e conhecer riquezas naturais como cachoeiras, grutas e lagoas de beleza exuberante.

A oportunidade pode estar ainda mais próxima, já que, durante o Carnaval, estes espaços funcionarão normalmente.

Para aqueles que não estão dispostos a ir muito longe, a Região Metropolitana de Belo Horizonte concentra seis destes parques.

No Parque Estadual da Serra do Rola-Moça, que fica nos municípios de Belo Horizonte, Nova Lima, Ibirité e Brumadinho, o turista encontra uma vegetação diversificada, de transição de Cerrado para Mata Atlântica, e pode observar espécies como orquídeas, bromélias, jacarandá, jequitibá, arnica e a canela-de-ema, que se tornou o símbolo do parque.

Além de abrigar seis importantes mananciais de água, o parque é habitat natural de espécies da fauna ameaçadas de extinção, como a onça parda, a jaguatirica, o lobo-guará, entre outros.

Evandro Rodney
Os parques se destacam pela grande beleza de suas paisagens e pela sua relevância ecológica | Evandro Rodney
Os parques se destacam pela grande beleza de suas paisagens e pela sua relevância ecológica

Uma opção para os aventureiros, também próxima a Belo Horizonte, é o Parque Estadual do Sumidouro, que está situado em Lagoa Santa e Pedro Leopoldo. No local, o visitante encontra a Gruta da Lapinha, que tem 511 metros de extensão e 40 de profundidade, e o Museu Peter Lund, onde estão expostos diversos fósseis.

“Os parques estaduais são uma excelente alternativa para quem quer fugir da folia e dispor de tempo ao ar livre, aproveitando a natureza, os pássaros e outras belezas naturais. Em Minas Gerais, temos opções para todos os gostos, estruturadas e equipadas para receber os turistas”, diz o diretor de Áreas Protegidas do Instituto Estadual de Florestas (IEF) de Minas Gerais, Henri Dubois Collet.

Na região do Alto Jequitinhonha estão localizados três parques: o do Rio Preto, do Biribiri e o do Pico do Itambé. Em São Gonçalo do Rio Preto, a 70 Km de Diamantina, está o Parque Estadual do Rio Preto, que tem uma área total de mais de 12 hectares. Entre os atrativos turísticos destacam-se as cachoeiras do Crioulo (foto) e da Sempre Viva, as pinturas rupestres e os mirantes naturais, que permitem aos visitantes observar toda a área da Unidade e do entorno.

Na Zona da Mata está localizado o Parque Estadual do Ibitipoca, que passou por recente reforma e conta com boa infraestrutura para visitação. No local, o turista pode fazer trilhas e visitar mirantes, grutas, piscinas naturais e cachoeiras. O pico da Lombada, também conhecido como Ibitipoca, com 1.784 metros de altitude, oferece uma linda vista panorâmica.

Outras cinco unidades de conservação estão distribuídas por cinco regiões do Estado: no Noroeste, Norte, Sul, Triângulo Norte e Vale do Aço. São elas o Parque Estadual do Rio Doce, o Parque Estadual do Nova Baden, o Parque Estadual da Serra das Araras, o Parque Estadual Pau Furado e o Parque Estadual da Lapa Grande. Este último, aberto para visitação em 2014, conta com mais de mil pinturas rupestres e aproximadamente 60 grutas.

Unidades de Conservação

Criados com o objetivo de preservar a fauna e flora nativa, principalmente as espécies ameaçadas de extinção, a formação geológica e os recursos hídricos, os parques estaduais se enquadram em uma categoria de unidades de conservação e se destacam pela grande beleza de suas paisagens e pela sua relevância ecológica. Além disso, as áreas são utilizadas para a realização de pesquisas científicas e o desenvolvimento de atividades de educação e interpretação ambiental, de recreação em contato com a natureza e de turismo ecológico.

Clique na imagem para ampliar

Conheça os Parques de Minas Gerais

Agência Minas

Leia também:

Cinco destinos mineiros para uma folia diferente

Material jornalístico de uso livre segundo as atribuições específicas de cada fonte exceto quando especificado em contrário. Fotos e textos podem pertencer a autores diferentes, sempre devidamente identificados. Créditos das fotos devem ser preservados. Nenhuma das fontes mantém qualquer vínculo comercial ou de outra ordem conosco. Em caso de dúvida, consulte. Leia também nossos Termos de Uso e Serviço | Preços, prazos, links e demais informações podem sofrer alteração e correspondem ao dia em que o material foi publicado sendo de responsabilidade da fonte original.

Documento sem título
Considere contribuir com nosso trabalho

Últimas no FarolCom

Veja também

FarolCom no Twitter

FarolCom no Pinterest

Viajar

Diário de Bordo

Roteiros do Brasil (pdf 12.1mb)